O fisioterapeuta é um profissional extremamente importante dentro da UTI neonatal.

Ele irá trabalhar em duas frentes: irá trabalhar tanto na fisioterapia respiratória do bebê, como na fisioterapia motora.

E o que cada um desses profissionais irá fazer?

O profissional que irá trabalhar a parte respiratória do bebê, tem técnicas super importantes para expandir o pulmão e desobstruí-lo.

Os bebês que nascem prematuros, muitas vezes, têm dificuldades nessa expansão pulmonar no nascimento. Ou seja, os alvéolos ainda estão meio fechados, e ele precisa expandir, e é isso que o profissional de fisioterapia fará com as suas técnicas.

Além disso, ele tem que manter essa via aérea permeável, então, ela não pode estar com secreção; portanto, ele também tem técnicas de aspiração e de vibração, para fazer com que essa secreção se desprenda e assim seja aspirada, e as trocas gasosas possam ser feitas da maneira como o bebê precisa.

Na parte motora, é muito comum, o bebê que nasce prematuro, ter atraso de desenvolvimento neuropsicomotor. Assim, o fisioterapeuta que trabalha a parte motora do bebê, irá fazer exercícios de estimulação, de movimentação, de mudança de posição do bebê, para que esse risco de ter atraso no desenvolvimento, seja o mínimo, ou para que ele não exista. Assim, quando ele tiver alta, ele estará se desenvolvendo já de uma forma adequada para a idade dele.

O profissional fisioterapeuta é fundamental na UTI neonatal e seria importante em todas as UTIs um fisioterapeuta 24 horas por dia. Isso ainda não é a realidade de todos os hospitais, mas seria muito bom.

Gabi é  fotógrafa de recém-nascidos do estúdio SiS foto e design e enfermeira neonatal.